quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Post Especial – O Diário de Frida Kahlo

Estou certa de que todos que admiram Frida Kahlo desejam duas coisas: visitar a Casa Azul no México, lugar onde Frida morou muitos anos e hoje é museu, e O Diário de Frida Kahlo, para poder ver as anotações pessoais e ilustrações da pintora.

Este mês eu comprei na Saraiva o Diário ao valor de R$155,00 que é o preço médio.

Fotografei algumas páginas para que todos possam ter uma noção melhor de como é o livro, e tirarem suas dúvidas se também desejam adquiri-lo.

Obs: Clique nas imagens para visualizá-las ampliadas.

O livro vem com uma “sobrecapa” que traz uma das ilustrações que está dentro do diário. O texto diz: “Você vai? Não. Asas quebradas.”

A capa mesmo do livro é de tecido vermelho com as iniciais do nome da pintora em dourado, com a intenção de copiar a capa verdadeira do diário de Frida.
Capa do livro

Capa do diário

Primeiras páginas do livro:

Estas são as primeiras páginas do diário:

Detalhes da letra de Frida:

O que me chamou atenção foi a forma caótica como ela escrevia e desenhava, muitas vezes escreve textos por cima de outros textos. Penso que transmite toda a desordem e dor que ela carregava por dentro.

As ilustrações sempre com cores fortes como em suas telas:

O amor por Diego Rivera, seu marido, está presente em muitas páginas:

Aqui as últimas palavras de Frida:
“Espero alegre a partida – e espero não voltar jamais.” (Frida)

Devido aos medicamentos fortes que tomava, fica nítida a perda da sua coordenação motora em seus últimos traços:

Ao final, o livro traz a transcrição do diário com comentários, achei essa parte excelente:

Fiquei muito satisfeita com a compra e espero que tenham gostado do post.
Espero também um dia fazer um post com mais fotos, desta vez, da Casa Azul!
Abraços!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Frida em todo lugar

É impressionante como podemos encontrar algo sobre a querida Frida simplesmente andando por aí.

Nas minhas últimas férias no mês passado, eu viajei a São Luís do Maranhão, lugar muito bonito e acolhedor. Foi passeando pelo centro histórico Reviver que me deparo com o Espaço Frida Kahlo, fiquei surpresa e feliz por ver como a vida e a obra de Kahlo influenciam a todos, não importando quando ou onde. Bom, como fui à tarde, não estava funcionando ainda, mas parecia um bar onde havia esse painel com suas pinturas.


Quem souber de mais referências a Frida pelo nosso país, por favor, compartilhe.

Obrigada!
Abraços!